» » » Celebração em Homenagem aos Antepassados – 11/2008

Celebração em Homenagem aos Antepassados – 11/2008

A Celebração em Homenagem a Antepassados ocorre na sede do Templo Luz do Oriente, todo terceiro domingo de cada mês.

Esta celebração tem por objetivo proporcionar uma oportunidade para que os nossos antepassados, bem como todos aqueles ligados a nós por fios espirituais, recebam bastante Luz e lenitivo.

Assim, mais aliviados e purificados, poderão cumprir plenamente a missão que lhes foi confiada por Deus.

O vínculo dos antepassados conosco é profundamente marcante. Por isso, ao colaborarmos para que eles se elevem, estaremos promovendo não só o nosso aprimoramento, mas também o de toda a humanidade.

 

A palestra do Reverendo Nakahashi foi transmitida a partir do Japão, em tempo real, via internet.

 

Fotos

Salmo

Tengoku to Jigoku

Nagaki yo wo

mayoi mayoite kitsuru ware

Kami no hikari ni mezameshi ureshisa1.

 

Yume to nomi

omoishi sachi2 no mazamaza to

me ni miyuru nari namida afururu.

 

Kurakarishi

kono utsushi yo mo itsukashira

akaruku narinu ware sukuwarete yori.

 

1 ureshisa – lê-se / ureshissa / 2 sachi – lê-se / satchi /

 

 

Céu e Inferno

Depois de longo

tempo perdido e confuso, despertei

pela Luz de Deus. Sinto-me realmente feliz.

 

Lágrimas enchem

meus olhos, ao expressar com clareza

a felicidade que pensei ser apenas sonho.

 

Este escuro

Mundo Material, a partir do dia

em que alcancei a salvação, ficou mais claro.

Ensinamento

Julgamento no Mundo Espiritual e Aprimoramento do Espírito

25 de agosto de 1949

 

Um espírito, ao deixar aqui o Mundo Material, está vestido com uma roupa branca. Mas, assim que esse espírito chega ao Mundo Espiritual e passa por um rio denominado Sanzu[1], a roupa que estava tra­jando muda de coloração, passando do branco para tons bem clarinhos de amarelo, vermelho, azul, cinza, até essas cores tornarem-se bem intensas ─ exceto a cor roxa, por ser de uso exclusivo dos espíritos divinos. O fato de a roupa branca original com a qual o espírito estava vestido mudar de cor dependerá do grau de máculas e pecados daqueles que partem para o Mundo Espiritual.

O Fórum de Enma Daioo assemelha-se aos fóruns aqui do Mundo Material. É presidido por Haraido no Oomikami[2], devidamente assessorado por auxiliares cuja função corresponde a proceder às in­dagações que determinarão a pena ou a absolvição dos que estiverem sendo julgados, em conformidade com as ações que praticaram em vida aqui no Mundo Material. Justamente nessa etapa é que os muito bons são encaminhados ao Reino do Céu, ao passo que os maus dirigem-se para o inferno. O mais comum, entretanto, é a maioria ser encaminhada para o purgatório ─ local onde se dá o aprimoramento dos que partem para o Mundo Espiritual.

A primeira etapa de tal aprimoramento corres­ponde a ouvir-se a pregação de um Kyokaishi[3] ─ pessoas que, no decorrer de sua vida terrena, já esta­vam devidamente qualificadas para a prática sagrada do sacerdócio religioso. Assim, os Kyokaishi procura­rão, por meio de suas palavras, levar aqueles que se encaminharam ao Mundo Espiritual ao arrependi­mento. Dessa forma, os que chegarem a se arrepender serão encaminhados diretamente ao Céu, ao Reino de Deus. Em contrapartida, quem não se arrepender irá para o inferno. Tal período de aprimoramento tem uma duração máxima de, aproximadamente, 30 anos.

 

Bem e Mal do Fórum de Enma Daioo no Mundo Material

 

A alma dos seres humanos encontra-se ligada ao Fórum de Enma Daioo por meio de fios espirituais, um a um, como se fossem ondas eletromagnéticas ─ o que explica por que há possibilidades de esse Fórum ter conhecimento do Bem e do Mal praticados pelo homem, no Mundo Material. Não há margem de erro: tudo fica registrado no Fórum de Enma Daioo, onde existe um encarregado de proceder aos registros, gravando-os em um livro. Assim, de acordo com o grau das maldades praticadas por uma pessoa, ela acaba sendo devidamente censurada e, posterior­mente, castigada, de forma habilidosa, aqui mesmo na Terra, por esse encarregado lá do Mundo Espiritual. Todos os erros cometidos por alguém aqui no Mundo Material vêm à tona, mesmo aqueles que a pessoa, a todo custo, tentar esconder. Não há escapatória: de acordo com os registros feitos no Mundo Espiritual, as maldades cometidas por alguém no Mundo Material são punidas, e a pessoa recebe os castigos que lhes forem correspondentes.

Dessa forma, qualquer um, ao entender esse fato, procurará não praticar maldade alguma, justa­mente por temer esse julgamento do Mundo Espiri­tual ao qual se encontra ligado. Mas, obviamente, quando alguém praticar atos bons, será devidamente recompensado; premiado por tal feito. Esse é um aspecto particular dos Reinos Material e Espiritual ─ o que nos leva a concluir que o Universo criado por Deus é absolutamente perfeito.

Entretanto, conforme o Mundo Espiritual vai clareando, aqui mesmo no Mundo Material, Bem e Mal, rapidamente, tornam-se cada vez mais nítidos. Assim sendo, aquele que agisse incorretamente, na busca pela satisfação de seus próprios desejos, seria, imediatamente, impedido de realizar aquilo que tivesse por intento. Seria assim, como se estabelecêssemos uma comparação entre o efeito do uso de remédios com o consumo de drogas alucinó­genas. Os efeitos colaterais de uma droga podem ser relativamente imediatos ─ e justamente isso é que leva as pessoas a temerem fazer uso delas. Entretanto, os efeitos colaterais provocados por remédios não são tão imediatos assim ─ o que acaba levando ao aumento da utilização de medicamentos, já que seus usuários pensam estar fazendo algo benéfico à pró­pria saúde.

Porém, com o advento da Era do Dia, qualquer maldade será descoberta com muito mais rapidez, o que acabará levando as pessoas a desistirem de praticá-las, já que isso seria pura bobagem. Em decor­rência da chegada da Era do Dia, roubos e fraudes são descobertos, de imediato. Antes, até havia uma certa demora nesse aspecto, fato que levava muitos a se iludirem, pensando que suas maldades jamais viriam à tona.

 

Nota:

Enma Daioo: segundo Meishu Sama, “no período em que Kunitokotachi no Mikoto ficou impossibilitado de agir materialmente ─ cerca de três mil anos ─, permaneceu no plano espiritual como Enma Daioo (=grande juiz do Mundo Espiritual). Visando à salvação de todos, cabia-lhe julgar o Bem e o Mal, e também eliminar impure­zas e pecados dos que já tivessem morrido. Mas, por ser extrema­mente justo e correto, Enma Daioo sempre causou pavor aos que dele se aproximavam, tanto que, conforme me dizem os espíritos em mani­festações, se alguém mau olhasse para ele, sempre o veria com o semblante carregado, demonstrando braveza. Entretanto, de modo inverso, aos bondosos, aparentava serenidade e complacência ─ fato bastante significativo! Mas, passados quinhentos anos ─ época de predominância do budismo ─, Enma Daioo voltou ao Mundo Material como Kannon, com a missão de, através de sua misericórdia, atenuar os sofrimentos da humanidade, no decorrer da Era da Noite”.

——————————————————————————–

[1] Sanzu: palavra japonesa cujo significado é “Três Caminhos”.

[2] Haraido no Oomikami: deus da Purificação.

[3] Kyokaishi: orientador que buscará, através de palavras, levar alguém a se arrepender.

Deixe uma resposta