Avisos

Construção da Torre de Miroku

Histórico e informações:

Localizado na cidade de Nara, há o Templo Horyu (declarado pela UNESCO patrimônio mundial). Entre as construções que compõem o Templo Horyu destaca-se a Torre de Miroku. A torre de Ribeirão Pires, foi inspirada na Torre de Miroku do Templo Horyu.

A construção começou a ser idealizada no final do ano 2.000. No dia 21 de junho de 2014, após quase 14 anos desde a sua idealização, a parte principal da Torre de Miroku em Ribeirão Pires foi concluída.

A partir de agora, serão feitos os entalhes que ornamentarão a Torre, bem como a construção de um jardim em seu entorno.

Será um local de exaltação ao belo e à arte em suas mais elevadas manifestações. A arte é algo universal, que ultrapassa fronteiras e pode, por isso, representar um caminho de paz e união entre os povos. A arte eleva o sentimento humano tornando, assim, o homem e a vida melhores.

Apresentações artísticas, cursos e oficinas de cerâmica, pintura, ikebana, música, palestras e conferências sobre meio ambiente e sustentabilidade, entre outras atividades, estão previstos para o espaço, tendo como vista um esplêndido jardim e a magnífica Torre de Miroku.

Aqueles que quiserem contribuir para a continuidade das obras da Torre de Miroku, podem utilizar os seguintes dados:

Bradesco (237)
Agência: 0136 (Alguns bancos pedem o dígito da agência para efetuar DOC. Se for exigido, o dígito da agência é 8)
Conta Corrente: 140152 – 1
CNPJ do Templo Luz do Oriente: 43.821.370/0001-00

10 respostas a Construção da Torre de Miroku

  • marlene dutra de araujo disse:

    lindo e magnifico,,,,,,,,,,,,gostaria de manter contato

  • Ruth Castro disse:

    Muito lindo!!!UMA OBRA PRIMA!!!MUITO OBRIGADA!

  • Simone da Silva Santos disse:

    Meishu-Sama deve estar muito feliz com essa maravilha. Grande construção!!!! Lindo!!!

  • estêvão disse:

    amei gostaria d lá estar lindo d +

  • Salvador Neto disse:

    Que maravilha! Mais uma grande obra espiritual, de Meishu Sama, esta em construção em São paulo, para o bem
    da Humanidade. Eu acredito que os antepassados estão muito felizes. Que essa construção seja a construção do nosso Sonen.

  • Rosângela Pedreiro Moreno disse:

    Estive ai dedicando no inicio da torre,ficou magnifico,o lugar realmente se transformou,dá pra sentir a vontade do Rev Nakahashi….felicidades a todos.

  • hermito pinto dos santos disse:

    Bom dia a todos, tive e tenho o privilégio de todo ano quase, ir dedicar um pouco nesta obra maravilhosa de inciativa de MEU ETERNO MESTRE Rev. NAKAHASHI que hoje se encontra ao lado de NOSSO MESTRE MAIOR MEISHU-SAMA, que de la passa as orientações a seu filho, meu sansei e orientador espiritual MINISTRO HIROKI, um mestre na arte da construção em madeira.Tenho a certeza que esta será uma obra maravilhosa e que alegrará a muitos, MEISHU-SAMA é o arquiteto desta obra, logo dispensa mais comentários. Hoje dia de meu aniversário desejo a todos muitas Felicidades

  • ester taiela disse:

    muito obrigado

  • Márcio disse:

    A construção dos Solos Sagrados de Hakone e de Atami foi executada por profissionais e por integrantes do Grupo de Dedicação. Esse grupo era composto por homens e mulheres jovens e fortes, provenientes de todo o país. Ao partirem de suas respectivas Igrejas, eles o faziam como seus representantes. Por isso, incentivados a dedicarem também pelos que não podiam participar, empenhavam-se na construção com imensa alegria e boa vontade, por terem recebido tal permissão. Os homens estavam divididos de acordo com sua força física: os que trabalhavam no corte de montanhas, no transporte de terra em carretas, no serviço de ajudante de jardineiro etc. As mulheres se encarregavam dos trabalhos leves e do preparo das refeições. Nos dias de chuva, em que não era possível trabalhar na construção, tanto os homens como as mulheres iam preparar a tinta carvão que o Fundador utilizava para fazer caligrafias.
    Entre os dedicantes, havia muitos que tinham sido desenganados pelos médicos e foram salvos pelo Johrei, mas todos suportavam muito bem aquele trabalho pesado, conseguindo cumprir suas tarefas. Os pedidos para dedicar na construção chegavam ininterruptamente, vindos de todo o Japão, e grande número de fiéis foi enviado para o local das obras. Na ocasião de atender os pedidos, porém, tomou-se cuidado para fazê-lo imparcialmente, não desfavorecendo nenhuma Igreja.

    • Márcio disse:

      A situação conturbada do período pós-guerra perdurava, mas nada conseguia tirar daquelas pessoas a alegria de poderem dedicar na construção do Solo Sagrado, sentindo de perto o Poder Divino e convivendo com quem tinha os mesmos ideais. Especialmente o fato de poderem encontrar o Fundador, que ia todos os dias inspecionar a obra, era motivo de imensa gratidão e alegria para elas, de modo que seus problemas desapareciam.
      Todos os componentes do Grupo de Dedicação, sem exceções, empenharam-se devotadamente, considerando aquele lugar como o Sagrado Jardim de Deus. Durante o trabalho, tinham em mente estarem concretizando o modelo da sociedade ideal que haveria de existir na Terra. Conseqüentemente, como se tratava da construção do protótipo do Paraíso, estavam conscientes de que tudo que acontecia de bom e de mau na Terra Divina e na Terra Celestial iria se refletir na sociedade. Mas isso não era apenas uma convicção; era, também, motivo de orgulho para eles. Esse sentimento de missão refletia-se na forma como trabalhavam. Quando recebiam do encarregado de obras um serviço fora da programação, todos, mesmo que estivessem exaustos, corriam para o local, um querendo chegar antes do outro, com o desejo de executar o trabalho custasse o que custasse. Na época, quando iam dedicar no Solo Sagrado, os componentes do Grupo de Dedicação faziam-no com o espírito mais nobre de um fiel: servir sem nada buscar em troca. Assim, levavam consigo arroz e dinheiro para suas necessidades. Entretanto, de todo o país chegavam-lhes alimentos em grande quantidade, oferecidos pelos fiéis como manifestação de sua gratidão por aquelas pessoas, que estavam dedicando na qualidade de seus representantes. Os dedicantes, por sua vez, também os recebiam agradecidos, sentindo a sinceridade dos fiéis nessas valiosas ofertas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaques

Meishu Sama

Johrei

Aulas do Reverendo Nakahashi

Templo Luz do Oriente

Construção da Torre de Miroku