Avisos

Culto Mensal de Ação de Graças – 2 de abril de 2017

Culto realizado todo 1º domingo do mês

 

Significado das Oferendas

Através das oferendas, simbolizadas por alimentos, dados a nós pela Grande Natureza, provenientes da montanha, do campo, do rio e do mar, expressamos afetuosamente o nosso mais sincero sentimento de gratidão a Deus.

Esta cerimônia evidencia também a real importância do valor da vida e da Luz de Deus, a autêntica essência da energia espiritual, que nos sustenta, protege e eleva.

 

Objetivo

O Culto Mensal de Ação de Graças do Templo Luz do Oriente é oficiado no primeiro domingo de cada mês, em agradecimento pelas dádivas que diariamente recebemos.

É também a oportunidade para pedirmos a Deus e Meishu Sama força e coragem a fim de podermos dedicar-nos com amor à concretização do Plano de Deus na Terra, tornando-nos instrumentos cada vez mais puros de canalização do Johrei.

A intensidade da Luz que envolve nossas almas, neste dia, tem um poder infinitamente amplo manifestado em sublimes vibrações de harmonia, verdade e justiça.

É pois, muito importante, nesta data, a participação devota e irrestrita de todos os membros e frequentadores.

 

Ensinamento de Meishu Sama

Leitura do Ensinamento de Meishu Sama: “O verdadeiro processo de nutrição”, publicado no livro: Mistério da Grande Natureza, p. 31; Lux Oriens Editora.

(para adiquirir, acesse www.temploluzdooriente.org.br/loja)

 

Salmo de Meishu Sama

Daishizen Noohoo

 

Daishizen

seifukusen to hokorikeru

hito itsushika ni seifukusarekeri.

 

Ningen wo

tsukurishi Kami wa ningen wo

yashinau kate wo tsukurazarameya.

 

Hiryoo irazu

mushisae wakanu arigatasa

yutakeki minori ni namida suru tabitora.

 

Tokotowa ni

ooame tsuchi no sakayuru wa

momo no ugoki no kurui nakereba.

 

Kokumin no

inochi wo tsunagu katesae mo

taranu wa chie no taranuga yue naru.

 

 

Agricultura da Grande Natureza

 

Envaidecido,

o homem quer conquistar a Natureza.

Acaba, com o tempo, por ela dominado.

 

Não poderia

jamais ter Deus deixado sem suprimentos

o ser humano, fruto do Seu infinito Amor.

 

Agradecidos,

os agricultores derramam lágrimas.

Fartura nas colheitas, sem adubos nem pragas.

 

Eternamente

Céu e Terra prosperam, porque todos os

seus movimentos se realizam com perfeição.

 

Sabedoria

não ter, eis a verdadeira escassez

de alimentos que afeta a vida do povo.

 

Palestra

 

Fotos

 

Na ocasião, foi lançado o volume 17 da revista Kototama,  disponível em nossa loja virtual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaques

Meishu Sama

Johrei

Aulas do Reverendo Nakahashi

Templo Luz do Oriente

Construção da Torre de Miroku